VALIANTO terceiro volume da série de Laurann Dohner apresenta Valiant, o mais selvagem, temido e sexy das Novas Espécies. Tammy sempre tentou estar preparada para qualquer imprevisto que a vida pudesse lhe enviar. Contudo, um inesperado encontro com um sexy Nova Espécie parece fazê-la perder o rumo. Ele é metade homem, metade leão e tem os olhos de gato mais intensos que ela já viu! Mas Tammy se sente acuada e sem reação pela primeira vez na vida. Ele está se aproximando, rosnando e ela sente receio até de fugir! Valiant sempre odiou humanos. No entanto, quando sente o cheiro da adorável humana que invadiu sua casa, ele se vê obrigado a reavaliar suas convicções. O medo dela tem um aroma puro de doce tentação e, quanto mais ele se aproxima, mais atraente ela se torna. Quando ele enfim a toca, um pensamento mudará sua vida: ela é minha! Antes que Tammy possa negar seus sentimentos, ela se deita na cama de Valiant. Agora, tudo de que ele precisa é usar cada centímetro de seu corpo grande e sensual para convencê-la a ficarem juntos para sempre.

Título: Valiant
Autor(a): Laurann Dohner
Série: Novas Espécies

Editora: Universo dos Livros
Ano: 2016
Páginas: 336

O QUE ACHAMOS: 

GÊNERO: Ficção-32

RESENHA

Ficção científica ou qualquer coisa do gênero, não são livros que costumo ler, mas existia tantos comentários, e tantos elogios a série que resolvi ler, e após o susto dos primeiros livros, passei a entender o porque tantas pessoas gostam do livro…..a resposta é simples. Porque o livro é bom.

Certo, certo, mesmo achando o enredo interessante, gostando da escrita da Autora e principalmente achando a história muito envolvente, e sendo os personagens incríveis, sejamos honestos, é tudo muito bizarro. Mas contra toda a lógica, no ponto em que estou acostumei-me a bizarrice e me vejo apaixonada pela série.

Valiant mostrou sua linda cara em “Slade”, indomável, feroz, sem paciência, não gosta de ninguém, mas principalmente não suporta os humanos. Ele é parte homem parte Leão….rs. É sério isso. Ele é um selvagem, e não aceita desaforo de ninguém, principalmente de humanos, quebra tudo, é o mais perigoso das novas espécies, tanto é isso que mora na reserva em uma área isolada para que não tenha contato com humanos, para segurança de todos, (droga, pela minha descrição o livro parece horrível…mas não é…eu juro)

Um belo dia depara-se com uma humana perdida em sua área, sua primeira reação é feroz, mas ao chegar mais perto e sentir seu cheiro, Valiant enlouquece e sente que precisa reivindicá-la como dele, arrastando-a para sua casa…..(Deus se eu continuar com essa resenha mais ninguém vai querer ler o livro….rs. Parece assustador, mas…..é, porém de forma boa. Hahahaha.

Ele a segurou com mais ternura, jurando protege-la com a vida e não permitir que ninguém a levasse dele. Não tinha que fazer sentido. Ela estava nos seus braços, havia lhe reivindicado e não iria liberá-la. De algum modo, de algum jeito, a convenceria que era o macho certo para ela.

Agora imagina a cena, Tammy uma garota normal, sem muitos instintos aventureiros, perdida em uma reserva depara-se com um homem de quase 02 metros e altura, corpo escultural, cabelo esvoaçante claros e longos, a cercando, e num piscar de olhos esta sendo arrastada e reivindicada para sua casa, de onde não poderá mais sair. É louco, é intenso e muito bom. Nem preciso dizer que Tammy não resiste a esse pedaço enorme de pecado né.

-Vou ficar com você pra sempre (Ela olhou chocada)

– O que?

– Decidi que vou ficar com você para sempre. Você é minha.

Adorei Valiant, sério, o cara é muito fofo. Me divertiu muito também. Certo que o adjetivo fofo para um homem como Valiant não é muito adequado, mas podem acreditar eu garanto que ele é fofíssimo, doce, gentil e acima de tudo muito leal e extremamente apaixonado, não tendo vergonha ou pudor de declarar o seu amor. Não é fofo?

Estou feliz pela primeira vez na minha vida e você é o motivo. Quero passar o resto da vida com você Tammy. Eu sei que está surpresa por eu querer me casar com você agora, mas sei o que quero. E o que eu quero é você.

Um ponto positivo para esse livro em relação aos anteriores, é que as partes de violência foram suavizadas, deixando o livro mais leve e descontraído.

Por ter passado sua vida inteira em cativeiro, e mesmo depois de liberto, Valiant sempre preferiu ficar isolado, o homem é bem ingênuo, sendo assim lhe falta conhecimento e noções básicas da vida em sociedade, protagonizando partes extremamente engraçadas.

Cansativo e exaustivas as repetições das frases “você é minha” “ela é minha”, parecia mais coisa de animal…..ops…hahaha.

Fiquei muito triste com as histórias das novas espécies, e sua luta para serem aceitos e poder viver com dignidade. A crueldade dos humanos é tamanha que fiquei revoltada.

Apesar do livro falar sobre espécies hibridas, e tratar-se de ficção científica, é impossível não fazer um paralelo com a vida real. Quantos povos ou nações lutam para serem aceitos e mesmo assim são marginalizados.

Mais uma vez a Autora escreveu um livro com uma linguagem simples, fluída e muito envolvente. O livro é viciante, é impossível não estar cativada por essas espécies, que apesar de aparentemente assustadoras representam homens extremamente leais e apaixonados. Estou viciada.

Eu gostei do livro, me apaixonei por todas essas espécies e suas historias, espero ler em breve o livro do 927.

se recomendo? SIM.

Romântica por natureza, choro, sofro e vivo as histórias e estou com uma vontade imensa de compartilhar essas emoções.

Posts Relacionados

VALIANT – Laurann Dohner
Classificado como:                

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *