Todo seuMe apaixonar por ele foi a coisa mais fácil que eu já fiz. Aconteceu instantaneamente. Completamente. Irrevogavelmente. 
Me casar com ele foi um sonho se tornado realidade. Ficar casada com ele é a luta da minha vida. O amor transforma. O nosso é tanto um refugio contra a tempestade quanto a mais violenta das tempestades. Duas almas danificadas entrelaçados em uma só. Temos descoberto os mais profundos, e mais feios segredos um do outro. E Gideon é o espelho que reflete todos os meus defeitos e… toda a beleza que eu não podia ver. Ele me deu tudo. Agora, eu preciso provar que eu posso ser sua rocha de segurança, o abrigo que ele é para mim. Juntos, poderemos lutar contra aqueles que trabalham de forma brutal para ficar entre nós. Mas a nossa maior batalha pode estar dentro dos próprios votos que nos dão força. Comprometer-se com o nosso amor era o começo. Lutar por isso, é o que irá nos libertar ou separar. Dolorosamente e sedutoramente pungente, Todo Seu é o eletrizante e aguardado final da Série Crossfire, uma história de amor ardente, que cativou milhões de leitores em todo o mundo.

Todo seu é o 5º e último livro da série Crossfire, a resenha dos outros livros podem ser lidas aqui no blog.

ATENÇÃO: Essa resenha pode conter spoiler dos livros anteriores da série.

Inicialmente gostaria de deixar claro que assim como muitas de vocês, eu também fiquei ansiosa e muito nervosa para o lançamento desse livro, que na minha opinião demorou tanto que quando chegou o momento já havia esquecido os detalhes dos livros anteriores. Conclusão…..me torturei (sqn) reli a série novamente.

Eis a minha obsessão.

Era uma vez uma leitora assídua que se apaixonou por um cativante personagem de livro….ok, certo nada original aqui, mas….essa é minha história de amor por Gideon Cross. E honestamente se não fosse essa minha obsessão eu acredito que não teria terminado a leitura desse livro, ou na melhor das hipóteses teria terminado com muita raiva e querendo quebrar tudo. Eu sei que é um exagero, mas as expectativas foram tantas que a sensação de frustração tem a mesma proporção.

Pra começar, li uma Eva diferente, sempre gostei dela forte, protetora, apaixonadíssima, confusa as vezes, mas sempre muito segura daquilo que gostava, queria e desejava. Mas nesse livro vi um Eva mais fria, controladora, por vezes até inconsequente.

Não sou capaz de falar mal de Gideon, ele sempre perfeito. Mas senti falta de sua personalidade forte e até mesmo seu poder dominante e apaziguador quanto ao temperamento febril de Eva, não que isso fosse necessário, vez que li uma Eva bem mais controlada.

No modo geral o livro na maior parte do tempo não mostrou novidades, só mais do mesmo. Não sei se foi o meu subconsciente que previa o fim, mas senti desde o início um clima de finalização.  Sim minha gente….acabou. não tem continuação.

Confesso que achei que esse livro seria bombástico, porque resolveria todas as questões pendentes…mas não aconteceu. Não sei se era a intensão da Autora deixar certas questões pendentes, mas certamente há muito o que se discutir.

Corinne a ex-noiva rancorosa e ofensiva, que deveria ser um grande problema para nosso casal protagonista devido ao lançamento de seu livro contando, tudo tudinho sobre seu relacionamento com o Sr.Cross, quase não aparece no livro, o que foi uma surpresa porque esperava grandes emoções vindo desse fato, repercussão sobre a vida privada do homem, além de fotos de momentos íntimos, e principalmente a reação de Eva diante de tudo. Seria bem interessante.

Deanna jornalista e um ex muito rancorosa de Gideon que eu esperava que desse uma apimentada e sacudida na história, também saiu do radar.

Cary que como venho dizendo, é um personagem incrível e com grande potencial, foi praticamente apagado, as questões de sua paternidade ou mesmo promiscuidade não tiveram grandes consequências e tão pouco finalização. Só esse fato já tira um pouco o brilho do livro, porque Cary tinha seu próprio núcleo na série. Tatiana nem se quer apareceu, e Trey ficou no vácuo.

Destaque mais uma vez para as narrativas de Gideon, é sempre um deleite sua mente. Também gostei de ver sua evolução, muito embora tenha o achado manso demais, talvez somente talvez isso seja consequência de seu amadurecimento. Positivo também para as interações entre Ireland, Christopher Vidal e até mesmo Christopher filho. Foi bom ver Gideon concluir alguns de seus traumas, o homem é muito perturbado merecia um descanso.

Venho a algum tempo tentando entender a mãe de Gideon…..silêncio pq não tem explicação. A mulher é uma @#$$%$%$#@@@

Não sei o que aconteceu com Sylvia Day nesse livro, os personagens estavam muito diferentes mas aceitei a mudança como um crescimento, mas cheguei a conclusão que uma outra pessoa escreveu o final. Calma minha gente, não darei spoilers, mas preciso dar um recado e deixar claro uma coisa.

Tia Sylvia…..Luto e sexo são palavras que não combinam e jamais devem caminhar unidas, tão pouco estar na mesma frase ou pagina, como quiser. NUNCA. (isso quase deu um curto-circuito no meu cérebro). Depois que lerem o livro, deem sua opinião sobre isso.

Eu sabia que a mãe de Eva tinha um segredo, não poderia ter imaginado nada do que li, mas explicou algumas coisas. Ah, não gostei do final para Monica, sem necessidade.

Apesar de tudoooooo isso eu gostei do livro….eu sei devo parecer louca. Ok, eu sou louca. Mas é importante dar um ponto final na história e acima de tudo é sempre bom ler mais um pouco sobre Gideon. Já expliquei minha obsessão né…….

Agora a ficha caiu, acabou, não lerei mais sobre Gideon, a sensação é estranha, tristeza, alívio e já estou com saudades do moreno perigoso.

Se recomendo? Para as Gideon Maníacas como eu….SIMMM. Pra sempre SIMMMM.

Romântica por natureza, choro, sofro e vivo as histórias e estou com uma vontade imensa de compartilhar essas emoções.

Posts Relacionados

TODO SEU – Crossfire 05 – Sylvia Day
Classificado como:                    

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *