Título: Talvez um dia
Autor(a): Colleen Hoover
Série: 
Editora: Galera Record
Ano: 2016 – Páginas: 368

Sydney acabou de completar 22 anos e já fez algo inédito em sua vida: socou a cara da ex- melhor amiga. Até hoje, ela não podia reclamar da vida. Um namorado atencioso, uma melhor amiga com quem dividia o apartamento… Tudo bem, até Sydney descobrir que as duas pessoas em quem mais confiava se pegavam quando ela não estava por perto. Até que foi um soco merecido. Sydney encontra abrigo na casa de Ridge. Um músico cujo talento ela vinha admirando há um tempo. Juntos, os dois descobrem um entrosamento fora do comum para compor e uma atração que só cresce com o tempo. O problema é que Ridge tem uma namorada, e a última coisa que Sydney precisa agora é se transformar numa traidora.

Confesso….o livro me ganhou pela capa na livraria.

Aquele momento em que você está no tédio, não acha nenhum livro que preste para ler, entra na livraria e se encanta com uma certa capa. Pronto….resolvido, vou dar uma chance. E assim começa minha história com “talvez um dia”.

Comecei a leitura com altas expectativas depois de curiar os comentários no skook, porém meu feedback não é tão positivo.

Sidney é uma garota normal vivendo uma vida boa e tranquila.  Mora com sua melhor amiga Tori, e tem um namorado perfeito e apaixonado…Hunter. Nos intervalos fica admirando de longe seu vizinho tocar violão do outro lado em sua sacada.

Ridge é uma figura apelativa. Imagina a cena. Seu vizinho sentado na sacada, concentrado, lindo, violão no colo, tocando algo incrível, já contei que ele é lindo?. Não tem como resistir. Sexy, lindo, talentoso, lindo, músico, lindo e com um jeito arrogante. E para deixar bem claro. Ele é lindo. Esse é Ridge.

O Drama de Sidney começa, ela descobre que seu namorado perfeito não é nada perfeito e está tendo um caso a bastante tempo com sua melhor amiga que não é melhor amiga coisa nenhuma. Ô coitada.

De coração partido, sem casa para morar, sem namorado, traída, sofrendo e debaixo da chuva, Sidney é acolhida por Ridge, seu vizinho, e passa a morar em sua casa.

A atração entre nossos protagonista vai crescendo, de uma forma muito linda, eles possuem uma conexão intergaláctica, surreal, perfeita, harmoniosa, digna de livros de romance….opa…qualquer semelhança é mera coincidência. Sidney que estava quebrada passa a ter esperança novamente. Apesar de não se sentir pronta para um novo relacionamento, seu coração não ouve a razão e começa a renascer.  O que ela não sabe é que Ridge tem namorada, Maggie.

Eu sinto que você quase me fez uma Tori. Eu absolutamente poderia ter te beijado ontem à noite, e o fato de que eu não sabia que você estava envolvido com alguém teria me feito uma Tori. Eu não quero ser uma Tori, Ridge. Eu não posso te dizer o quanto essa traição dói em mim, e eu nunca, nunca faria isso com outra garota. Então é por isso que eu estou chateada. Eu nem conheço a Maggie, mas você me fez sentir como se eu já tivesse a traído. (Sidney)

Eu quase morri nas partes em que Sidney e Ridge compõem musicas juntos, as emoções transbordam do livro, lindo demais, emocionante demais, viciante demais. As letras são o reflexos dos sentimentos de ambos, que expressam em música aquilo que seu coração está sentindo, mas a boca não é capaz de dizer.

Eu não quero olhar para ele. Eu não quero sentir o que eu sinto quando olho para ele. Eu não gosto de como cada minuto que passo com ele, eu me sinto mais e mais como uma Tori. (Sidney)

Seria muito fácil vir aqui e descabelar Maggie, dizer o quanto ela era horrível, uma namorada medonha e que torcemos muito por Sidney. Acontece que Maggie é incrível, um personagem forte, garota alegre, divertida e muito apaixonada pela vida e por Ridge.  OHHHH DEUS….meu coração ficou dividido. Por isso no geral eu entendo Ridge. É difícil fazer uma escolha entre duas coisas tão boas. Mas nesse caso não se tratava de coisas e sim pessoas….é impossível escapar do sofrimento no final.

Minha força foi dominada pela minha fraqueza por você. O segundo que meus lábios tocaram os seus, o meu coração se dividiu completamente em dois. Metade dele pertencia a você a partir desse ponto. (Ridge)

Não me entendem mal os fãs desse livro, eu também gostei. Mas….Ridge me irritou muito. Sério, homem mais confuso. Chorei feito bebê com tudo que ele fez a Sidney passar. Partiu meu coração a forma como ele a tratou. E por muitas vezes queria entrar no livro e lhe dar um bom soco, para ver se acordava.

Não há dúvida em minha mente que poderíamos ser perfeitos na vida um do outro, Sidney. São as nossas vidas que não são perfeitas para nós. (Ridge)

Mas claro que Ridge não foi horrível todo o tempo, ao contrário ele é fofo, atencioso, extremamente leal, lindo de todas as formas, acredito que por isso algumas de suas atitudes realmente me irritaram, porque foi tão fora de seu personagem que acabou por ser frustrante demais.

 Eu não me sinto culpado, simplesmente porque estou olhando para ela. Eu me sinto culpado pela forma como ela está me fazendo sentir. (Ridge)

As mulheres desse livro estão de parabéns, Sidney apesar de alguns detalhes que não irei contar porque seria um mega spoiler, é admirável. Maggie não preciso repetir o discurso e Bridgette colega de quarto de Ridge é simplesmente sensacional, chata, grossa, brutalmente honesta, mas eu adorei. Com exceção de Tori a amiga traidora, as outras mulheres são incríveis.

Ponto positivo para Maggie a mulher é realmente decidida, comportou-se como uma menina grande e tomou conta de sua vida. gostei de ver.

Ponto negativo para Sidney. Amore, ninguém merece ser segunda opção, reserva, plano B ou seja lá que nome se dá a isso. Desculpe, mas eu tinha que deixar claro o que tanto me incomodou.

Fora isso o livro é lindo, emocionante, vibrante, fácil de ler, chorei litros e litros, me apaixonei por tudo.

Para completar a obra, a Autora Colleen Hoover, fez uma parceria com o cantor Griffin Peterson, e juntos deram vida a história criando letras e melodias para todas as musica citadas no livro, dando alma e coração aos sentimentos partilhados por Sidney e Ridge. É tanto sentimento que parece que estamos vivendo dentro do livro. Vale a pena conferir. Emocionante. Só tenho elogios a Autora e o cantor pelo trabalho. Impressionante.

Gostei do livro, chorei, ri, achei fofo boa parte do tempo, mas o protagonista não me conquistou. Não quero ser do contra, tão pouco sempre achar um defeito em tudo, porém não consigo defender Ridge. Ele partiu o coração de Sidney de Maggie e o meu. Pronto falei. “Por ela eu me curvo, por você eu me quebro”

Eu amo que, apesar de tudo o que fiz seu coração passar, ela não fez nada, além de apoiar minhas decisões, não importa o quanto elas a destruíram no momento. Eu amo sua honestidade, Eu amo seu altruísmo. Mais que tudo, eu amo que eu sou aquele que pode amar todas essas coisas sobre ela. (Ridge)

Se recomendo. Sim

”MAYBE SOMEDAY
(Talvez um dia)
 
Vendo algo de tão longe
Ficando um pouco mais perto a cada dia
Pensando que eu quero torná-la minha
Eu correria para você se eu pudesse ficar
O que eu quero não posso exigir
Porque o que eu quero é você
Refrão:
E seu eu não posso ser seu agora
Eu vou esperar nesse chão
Até você vir
Até você me levar para longe
Talvez um dia
Talvez um dia
Eu tento ignorar o que você diz
Você se vira pra mim, e eu me viro pra longe
Mas o cupido deve ter me acertado duas vezes
Verdades são escritas, nunca ditas
Repete o refrão
Você diz que é errado, mas parece certo
Você me deixa ir, depois me segura firme
Palavras não terminadas, como nossa canção
Nada bom pode vir desse caminho
As linhas estão desenhadas, mas depois desaparecem
Por ela eu me curvo, por você eu me quebro”

 Assista o Vídeo…é lindo.
Confira a play List
Assista diretamente do Youtube
Maybe Someday
  
Romântica por natureza, choro, sofro e vivo as histórias e estou com uma vontade imensa de compartilhar essas emoções.

Posts Relacionados

TALVEZ UM DIA – Colleen Hoover
Classificado como:                            

2 comentários sobre “TALVEZ UM DIA – Colleen Hoover

  • 16 de junho de 2016 em 09:54
    Permalink

    Só que conste, o Ridge quebrou o meu coração tb… 🙁 Mas eu amei e tb recomendo…. sou fã da Colleen…

    Excelente resenha!!!

    Responder
    • 18 de junho de 2016 em 00:58
      Permalink

      Ele me irritou muito, mas eu amei o livro. Terminei cheia de dúvidas. kkkkk

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *