sempre-a-redencaoEsta é uma história de lealdade e amor. É uma história sobre alcançar a redenção – mesmo quando tudo parece perdido.

Carmine DeMarco é forçado a jurar lealdade à Máfia para salvar a garota que ama – Haven Antonelli –, e a privar-se da vida ao lado dela no momento em que é mandado para Chicago a fim de trabalhar para a organização criminosa Cosa Nostra. Contudo, ao ser imerso nesse novo mundo repleto de mortes e crimes terríveis, Carmine compreende que sobreviver a tudo isso, sem ela, é mais do que pode suportar. E Haven, sentindo-se magoada e aturdida ao ser deixada por Carmine, agora precisa trilhar seu caminho sozinha, em uma nova cidade. Seu coração dói com a perda, mas, pela primeira vez, ela tem a chance de fazer as próprias escolhas e concretizar sonhos que acreditava serem inalcançáveis. No entanto, ela ainda é assombrada pelo passado à medida que descobre segredos perversos acerca da família que a escravizou anos antes. Como consequência, a garota percebe não só o seu lugar nessa teia de mentiras, mas também que muita dor e sofrimento ainda podem recair sobre ela e Carmine. Agora, ambos devem enfrentar tais adversidades para alcançarem a redenção.

Título: Sempre – A Redenção
Autor(a): J.M.Darhower
Série: Forever #2

Editora: Universo dos Livros
Ano: 2016
Páginas: 512

O QUE ACHAMOS:

GÊNERO: 

RESENHA

Olá, agradeço todos os dias por ser uma criatura teimosa e muito inclinada a me torturar, sabe por quê? Porque mesmo não gostando do primeiro livro Sempre, eu insisti, por puro autoflagelo mesmo e li Redenção. E querem saber???? EU AMEI….

Eu reclamei muito que a Autora e seu “narrador” não passaram nenhuma emoção no primeiro livro, entendi tudo agora. A autora estava economizando para despejar tudo em redenção. PUTA MERDA….tinha tanto sentimento nesse livro que quase não cabia tudo nele. Houve partes em que eu tive que pausar a leitura me recompor e continuar.

Essa resenha pode conter spoiler do primeiro livro, então fuja agora ou cale-se para sempre….

Haven foi sequestrada pelos Russos, Vincent e Corrado são presos. Desesperado Carmine não sabe a quem pedir ajuda para resgatar sua amada. Não lhe resta alternativa senão a de procurar o padrinho, chefão da Máfia, Salvatore.

E não se atreva a se sentir culpada pelo que eu fiz. Se quiser culpar alguém por isso, culpe a mim. Eu o fiz por vontade própria, não porque tivesse de fazê-lo. Eu o fiz porque te amo, Haven, e você não me forçou a amá-la. Fiz tudo sozinho. E não me arrependo de nada. (Carmine)

Carmine fez uma escolha fácil, abriu mão de sua liberdade e seus sonhos, jurou fidelidade à Máfia em troca de ajuda para resgatar Haven. Agora ele está na vida que sempre repudiou. O estilo de vida que matou sua mãe e que destruiu sua vida. Acometido por uma insanidade grave, Carmine decide que Haven deve ser livre, não merece viver a vida da máfia, e com isso ele a abandona. Carmine muda-se para Chicago e assim assumir sua nova vida.

Eu posso ser o que ela quer, mas não sou o que ela precisa. (Carmine)

Eu tive pequenas paradas cardíacas com o sofrimento de Haven, desejei tanto que ela superasse tudo, que ele conseguisse ser feliz. Ela merecia tanto, depois de viver o horror, o inferno. Chorei muito por Haven aqui. Porque apesar de sempre desejar a liberdade. Depois de passar tanto tempo como escrava e controlada o tempo todo, ser livre requer muita coragem. Mas Haven não teve muita escolha. Foi atirada na mais pura loucura de estar…SOZINHA.

Num minuto você é uma serva, no seguinte você se torna a Cinderela, e, de repente…. de repente a história se acaba e você é forçada a fechar o livro.

Eu tenho que admitir que Haven superou todas as expectativas, forte, guerreira, determinada, uma verdadeira Fênix.

Já Carmine virou uma bagunça, a perda de Haven abriu nele um buraco sem fim, e diante da nova vida, no qual ele sempre odiou, foi difícil seguir em frente. Então para esquecer todo o horror que sua vida se tornou, o jovem se entorpeceu, drogas e álcool viraram seus aliados. Confesso que me senti aliviada que ele não desfrutou de mulheres, sei lá….teria ficado decepcionada. Sei que parece egoísta, mas não mando no meu coração romântico né….

Desde o primeiro livro Vincent foi meu personagem preferido, e não me decepcionei. Minha nossa, o homem tinha tanta contradição em sua mente que mesmo agora depois de ler os dois livros, seu cérebro poderia ser objeto de estudo. Não entendi os rumos que seu personagem tomou. E fiquei bem decepcionada com o final. Não entendi os motivos e não entendi seu plano. Não me conformo com a Autora tb. Não vou ficar aqui lamentando, porque seria um spoiler implícito. Isso existe?

Se você não pode fazê-lo por si mesma, pelo menos faça-o por Carmine. Mostre a todos que ele estava certo sobre você, que você é de fato a pessoa que ele sempre acreditou que fosse. Prove que todos que a negligenciaram estavam errados; prove que Carmine estava certo, porque ele precisa disso. (Vincent)

A grande surpresa pra mim ficou por conta de Corrado. Por incrível que pareça, bem lá no fundo…mais no fundo mesmo, quase saindo, esse homem tem um coração. Fiquei admirada com sua inteligência, vigilância e eficiência. Não só em matar, como era conhecido, mas sim na estratégia e na percepção, ele conseguia farejar tudo no ar.

Belíssima, eu seria capaz de fazer o tempo parar por você eu lhe daria a lua e as estrelas, aprenderia a desafiar a gravidade. Não há nada que eu não fizesse por você, ninguém que eu não matasse se você me pedisse se precisasse. (Corrado)

Foi angustiante ver toda a energia de Carmine se apagando nesse livro, nada de tiradas acidas, seu sarcasmo, sua vontade de viver, sobrou apenas uma casca. O garoto praticamente foi morrendo.

Eu amei o livro por todas as emoções que ele despertou em mim, mas não posso ignorar as falhas que existem nele, tem tanto erro que se partirmos para esse lado o livro é um lixo….hahahaha. O livro focou muito no cotidiano, em pequenos detalhes, como os esquemas em que Carmine foi inserido, bem como varias situações sem sentido e interações aleatórias entre os membros da máfia, e ignorou totalmente vários pontos importantes.

Em nenhum momento foi feito um relato da verdadeira história de Haven, houve pequenas informações perdidas nos dois livros, mas nada pra mim foi satisfatório. Muito confusa a participação do mafioso Carlos, seria um traidor? E Haven continuou pintando? São tantas perguntas e nenhuma resposta.

A escrita melhorou muito, e o narrado fez o que um narrador deve fazer descrever as situações e emoções. E dessa vez a Autora acertou a mão. O narrador era quase imperceptível de tão bom que ficou, por muitas ocasiões parecia que estávamos lendo a mente dos personagens.

O final foi mágico, suspirei de verdade. E o epílogo….não tenho outra palavra ao não ser descrever como PERFEITO.

Mas agora estou aqui escrevendo o que achei do livro, sentindo muito a falta dele. Preciso de um pouco mais de Carmine, ainda não me conformo com Vincent, o que aconteceu com Kelsey a amiga de Haven de Nova York? O que aconteceu com Corrado? E Pelo Amor de Dio, eu preciso de um livro só de Gavin.

Tantas perguntas….tanto que gostaria de saber….mas uma coisa eu sei….o amor de Haven e Carmine. E ele não poderia ser mais perfeito. Carmine com certeza entrou para a lista dos meus namorados literários. Bendito seja.

Você ganhou meu coração desde a primeira vez em que coloquei os olhos em você. (…) Você me virou do avesso e me fez sentir vivo novamente.Você salvou minha vida, mesmo que eu não percebesse na época que ela precisasse ser salva. Pensei que estivesse bem, que não necessitasse de ninguém, mas eu estava errado, porque preciso. Preciso muito de você. (Carmine)

Se Recomendo? SIM.

Romântica por natureza, choro, sofro e vivo as histórias e estou com uma vontade imensa de compartilhar essas emoções.

Posts Relacionados

SEMPRE – A REDENÇÃO – J.M.Darhower
Classificado como:            

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *