redençãoComo alguém pode ser capaz de superar uma traição tão devastadora, uma que chega a dilacerar os ossos e se enraizar bem lá no fundo? Não há como perdoar uma mágoa assim…
Ou, há?
Desde que Tyler tinha seis anos de idade, ela se apaixonou pelo menino atrevido de oito anos, de cabelo negro espetado, olhos azuis cativantes e uniforme amarrotado. Desde o momento em que ele bateu em um colega por tê-la machucado, Tyler soube que não tinha.
Sempre.
E então, tudo mudou. O palco foi montado como uma tragédia Shakesperiana, e o mundo que Tyler e Dean conheciam se extinguiu.
Mas seria mesmo?

TYLER

Agora meu nome era Jessica. Forjei minha própria morte, mudei minha identidade e percorri milhares de quilômetros só para escapar do único homem que não consegui expulsar do meu coração. Tinha um filho de quatro anos, que adorava mais do que tudo no mundo. Em uma noite horrível, a vida que construí desapareceu num piscar de olhos. Deixei pessoas para trás. Pessoas com quem me importava. Pessoas que jamais esqueceria. Pessoas que amava.
Mas será que eu tinha mesmo seguido em frente?
Ninguém me disse que deixar para trás aquele que eu amava desde os seis anos seria fácil. Vivia minha vida dia após dia. Até conheci um homem e sosseguei. Qualquer mulher desejaria um cara como Evan. Então, por que eu não conseguia amá-lo do jeito como ele me amava? Por que não conseguia superar o garoto de cabelos escuros e olhos azuis que me consumia todas as noites? Podia tê-lo deixado, mas ele nunca me deixou realmente.
Eu nunca conseguiria amar outro homem. Dean se certificou disso no dia em que entrou na minha vida. Agora eu era apenas metade de uma mulher; magoada e ferida pelo único homem que pensei que sempre amaria e em quem confiaria. Como esquecer, algo assim? Mas era o que precisava fazer. Era o que tentava todos os dias. Estava sobrevivendo, lidando com tudo para não desabar.
Mas um novo desastre aconteceu. E foi exatamente nesse dia…
Que tudo mudou.

DEAN

Você não pode se esconder para sempre, Tyler. Eu sempre irei persegui-la, sempre irei buscá-la, sem jamais desistir. Se há uma certeza em sua vida, que seja essa. Você escapou por entre meus dedos, não apenas uma vez, mas duas. Levou meu coração quando me abandonou naquele dia. Nenhuma quantidade de álcool, mulheres ou treinos conseguiram bloqueá-la da minha mente. Você não pode estar morta. Eu não permitiria que estivesse. Você está em algum lugar. Tenho que parabenizá-la por ter me enganado por tanto tempo. Você sempre foi uma garota esperta. Como não me apaixonaria por você? Você escapou de mim desta vez, mas vou encontrá-la, Tyler. É uma promessa. E quando esse dia chegar…
Finalmente vou te tornar MINHA.

Título: Redenção
Autor(a): Jaimie Roberts
Série: –

Editora: Bezz
Ano: 2016
Páginas: 463

O QUE ACHAMOS:

GÊNERO: 

RESENHA

No primeiro livro fiquei envolvida, perplexa, tensa, enojada e gostei. No final do livro a morte forjada de Tyler, seu enterro, o sofrimento de Dean, tudo me esmagou. Mas eu estava convencida que ele merecia…..certo?

Quem não leu o primeiro livro, não leia essa resenha porque conterá spoiler. Depravado termina com Tyler forjando a própria morte e fugindo grávida.

Uma das coisas que mais me incomodaram na leitura do primeiro livro é o fato de Tyler não ter reconhecido Dean em nenhum momento, afinal o homem  perseguiu, seguiu e ficou por perto durante toda a sua vida, representou vários, tirou sua virgindade sob o nome de Dillon (nossa essa parte eu achei revoltante) foi seu chefe, lótus, mas ela não o reconhece em nenhum momento.

Pensei sobre tudo que eu tinha feito para ela. Eu mesmo paguei milhares em uma porra de uma maquiador profissional apenas para eu pudesse ser o mestre do disfarce, para que ela não me reconhecesse. (Dean)

Logo no início do livro a Autora tenta justificar, ou melhor concertar o erro do livro anterior, numa tentativa desesperada. Dizendo que Dean se disfarçava, e que tinha um ótimo maquiador…..comecei a rir quando li essa insanidade. Sério mesmo produção? Achei tosco. Fiquei me perguntando se a Autora estava testando minha inteligência. Será mesmo que ela acreditou que bastava inventar algo muito xexelento, e todos acreditariam e estaria perfeito? Nãooooo.

Existe um limite para a ficção? Eu sei que estamos falando de algo fictício, aceito a bizarrice, o irreal o surreal o inimaginável mas eu não consigo aceitar o tosco. Algo feito ao arrepio da minha inteligência, de qualquer forma, somente para tapar um buraco, como se eu fosse emburrecer e aceitar. Tsc tsc tsc.

Ok, vamos esquecer desse detalhe são águas passadas….ou livros passados.

Agora em Redenção 04 anos se passaram, Tyler está vivendo nos Estados Unidos, tem um filho de quase 04 anos, tem um vida tranquila, está namorando, tem novos amigos. Mas…..claro, seu coração está partido, e ela não consegue esquecer seu grande e único amor.

Eu posso dizer que você quer nos corrigir mas você não pode consertar algo que está fragmentado em um milhão de peças. Você não pode corrigir a dor agonizante que sinto em uma base diária, sabendo que as duas pessoas que significavam o mundo para mim, os únicos que eu já confiei, me traíram. ?Eu gostaria que você  pudesse nos corrigir, Dean. Foda, eu gostaria que você pudesse. Mas você não pode desfazer o que foi feito. (Tyler)

Já Dean está fora do ar, um trapo, um fantasma, mulheres, bebidas, noitadas e milhares e milhares de dólares gastos com detetives, somente para encontrar Tyler. Mas a mulher realmente sumiu.

Tenho que reconhecer a persistência de Dean, o homem não desiste nunca. Ele disse para Tyler em diversos momentos que jamais deixaria ela ir, que sempre a perseguiria, que nunca a deixaria em paz, e ele cumpre o que havia falado, e não desencana. A obsessão de Dean, pode parecer até romântico para alguns, mas pra mim é meio psicótico mesmo.

Após seu filho Jeremy ficar doente, Tyler se desespera e sai de seu esconderijo, pedindo ajuda para os pais. Nisso, Dean que está vigiando cada passo dos pais de Tyler, consegue interceptar a ligação, e encontrando onde seu grande amor se esconde.

Em Redenção a pegada outra, Dean precisa reconquistar Tyler, ele não desiste …óbvio. Mas, eu fiquei me perguntando o tempo todo se é possível esquecer tudo que ele fez e recomeçar. Porque francamente ele foi um canalha de marca maior. Ele enganou, traiu, humilhou…fez tudo de ruim, foi um verdadeiro monstro. Honestamente eu acho que não perdoaria.

Vou mostrar a você que me amar é a melhor sensação do mundo. Eu vou te mostrar o quão adorada posso fazer você se sentir. Você está aqui em cima. ”Eu levantei minha mão alto no ar. “E eu estou aqui” Coloquei minha não mais baixa. “E sempre vai ser assim e você sabe por que? “ Ela balançou a cabeça. “Porque sua pura presença, por si só, me deixa de joelhos. Eu sempre estarei aqui, porque eu adoro adorar cada pedaço de chão que você pisa, e cada passo que você dá”.

Esse livro deu uma significativa suavizada. Dean está fofinho, bonzinho e muito apaixonado. E empenhado em sua missão de reconquistar Tyler. Eu não perdoaria. Mas Tyler é massa de modelar na mão dele, perto de Dean ela não tem cérebro. Então nem preciso dizer…né. Mas eu realmente gostei de Dean tentando provar que poderia ser o garoto por quem Tyler se apaixonou ainda criança, seu esforço foi realmente redentor.

Eu sou ele de novo. Tyler, por favor, não me deixe de fora. Por favor, deixe-me entrar. Eu não posso viver minha vida sem você. (Dean)

Dean demora um pouco para reconquistar Tyler, mas o amor dos dois é tão forte e intenso, que torna-se irresistível.

Aqui nesse livro, há um destaque maior em outras histórias paralelas. E os personagens secundários são muito bons, eu me apaixonei por Jimmy o capanga de Dean, que acabou por ser seu único amigo. Ele é simplesmente fofo demais….hahaha. Sei que parece estranho um capanga ser fofo, mas Jimmy só é. E sua participação foi tão intensa que tornou-se um personagem importantíssimo. Também amei Tara, a mais nova amiga de Tyler.

O livro tem de tudo, uma miscelânea…..romance, sofrimento, choro, emoção. Tudo junto e misturado.  Eu amei esse livro, estou de coração partido porque acabou.

Quando eu pensei que tudo estava resolvido, que os personagens já haviam sofrido tudo, que eu leitora e participante da história já tinha morrido mil mortes, chorado e tals, o casal protagonista já tinha ido e voltado umas cem mil vezes, eis que surge a Autora e nos prega mais um susto. Eu juro que queria dar uma surra nela, não era necessário prolongar mais a coisa toda. Absurdamente desnecessário, deve ser falta do que escrever mesmo. E Dean pelo amor de Deus…..que decepção, queria matar ele. Garrei um ódio. Hahahahaha.

 

Você prometeu que me daria o mundo se pudesse, mas eu não quero o mundo. Eu só quero você. Se há algo que você iria lutar para me dar, por favor, deixe-me ser você. (Tyler)

Para completar a história, e como estamos falando aqui de Máfia, o final tem muita ação, tortura e algumas cenas de tirar o fôlego.

Assim como no primeiro livro, os pontos de vista são alternados, ora narrado por Tyler ora Dean. A narração é bem viciante, e prende a atenção, eu só consegui parar de ler quando acabou. Aguenta a ressaca literária, depois.

Mas claro, no final tudo valeu a pena, o livro acaba da forma como esperava e fechando essa história da melhor forma que poderia ser feito. E o epílogo….OH MEU DEUS, simplesmente lindooooo. De morrer mesmo.

Eu amo você, Tyler. Eu sempre amei e para sempre amarei. Eu não posso deixar você ir, porque você é a única pessoa que pode me fazer respirar o oxigênio em meus pulmões, fazer o sangue do meu coração bater, fazer pensamentos fluírem em meu cérebro. Eu vivo somente para você, Tyler. Você não consegue ver isso? você sempre quis ser minha. 

Ah, ainda teve um capítulo extra com alguns pensamentos de Jimmy e Tara. Gostei muito, porém preferia um livro deles, seria sonhar muito?

Não há ninguém lá fora, Tyler. É você. Sempre foi você.

Se Recomendo????? SIM SIM SIM

Romântica por natureza, choro, sofro e vivo as histórias e estou com uma vontade imensa de compartilhar essas emoções.

Posts Relacionados

REDENÇÃO – Jaimie Roberts
Classificado como:                    

9 comentários sobre “REDENÇÃO – Jaimie Roberts

  • 20 de janeiro de 2017 em 03:40
    Permalink

    Aaaaaaah obg pela sua postagem…eu estava pesquisando se haveria uma segunda edição do livro “depravado” de Jaimie Roberts e fiquei super feliz de descobrir q sim..existe!!!
    e bem..sou uma das q super recomenda que leiam o livro…principalmente o primeiro pq a trama e a história de Tyler e Dean desde a infância é incrível…
    O tipo de livro q vc devora em um unico dia sem parar de ler…

    Responder
    • 6 de fevereiro de 2017 em 14:34
      Permalink

      Oieeeee, obrigada. Eu gostei muito dos dois livros. E super recomendo também. O segundo é mais suave, mais romântico, me apaixonei perdidamente. bjs

      Responder
  • 6 de fevereiro de 2017 em 11:55
    Permalink

    Que bom que tem continuação. A resenha foi otima deixou mais aguçada a curiosidade pela continuação da leitura. Por acaso vc tem o livro em pdf, Se tiver poderia fornecer. Obrigada

    Responder
  • 7 de fevereiro de 2017 em 23:53
    Permalink

    Suely, primeiramente obrigada, essa duologia é otima. Eu amei. Eu não tenho o PDF, li o livro físico mesmo. Espero que goste. bjs bjs

    Responder
  • 20 de março de 2017 em 06:29
    Permalink

    Não resistir…Li tudo em um dia mesmo.Estou louca pela continuação.

    Responder
  • 4 de abril de 2017 em 20:02
    Permalink

    Olá, você comprou o livro Redenção ou conseguiu na internet?
    Achei viciante o primeiro, e parece que o 2º volume é melhor ainda.
    Obrigada.

    Responder
    • 6 de abril de 2017 em 01:18
      Permalink

      Olá Ana, eu li o livro físico. Não deixe de ler o livro 02, você vai adorar. bjs bjs

      Responder
  • 23 de junho de 2017 em 14:45
    Permalink

    Nossaaaaaaaaaaaaaaaaa! Eu amei esse livro e vou ler a continução RENDENÇÃO..
    Amei a tyler e o dean eles merecem ficar juntos, e muito ruim eles não ficarem juntos gente por favor eles se amam, e que historia, só Jeremy não podia ter morrido foi muitooooo triste,chorei muito!!!
    Mais acredito em finais felizes pelo menos nos livros,obrigado Jaime.

    Responder
    • 2 de julho de 2017 em 00:10
      Permalink

      Julianaaaaaa eu sofri horrores pelo Jeremy, não precisava ele ter morrido. Mas nem tudo é perfeito né. Eu também amei o livro e super hiper mega indico. bjs e obrigada

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *