Título: Por lugares incríveis
Autor(a): Jennifer Niven
Série: Livro único
Editora: Seguinte
Ano: 2015 – Páginas: 400

 

Dois jovens prestes a escolher a morte despertam um no outro a vontade de viver.
Violet Markey tinha uma vida perfeita, mas todos os seus planos deixam de fazer sentido quando ela e a irmã sofrem um acidente de carro e apenas Violet sobrevive. Sentindo-se culpada pelo que aconteceu, Violet se afasta de todos e tenta descobrir como seguir em frente. Theodore Finch é o esquisito da escola, perseguido pelos valentões e obrigado a lidar com longos períodos de depressão, o pai violento e a apatia do resto da família.
Enquanto Violet conta os dias para o fim das aulas, quando poderá ir embora da cidadezinha onde mora, Finch pesquisa diferentes métodos de suicídio e imagina se conseguiria levar algum deles adiante. Em uma dessas tentativas, ele vai parar no alto da torre da escola e, para sua surpresa, encontra Violet, também prestes a pular. Um ajuda o outro a sair dali, e essa dupla improvável se une para fazer um trabalho de geografia: visitar os lugares incríveis do estado onde moram. Nessas andanças, Finch encontra em Violet alguém com quem finalmente pode ser ele mesmo, e a garota para de contar os dias e passa a vivê-los.

O que dizer sobre esse livro…..

Fazia um tempo que um livro ou uma história me surpreendia. Talvez porque esteja lendo o mesmo gênero, o que não acredito, talvez esteja lendo livros previsíveis, também não acredito, ou talvez  não mais que talvez “Por lugares incríveis” seja surpreendente mesmo. Fico com a última.

A verdade é que não estava preparada para o que li. Foi um turbilhão de emoções, uma avalanche, uma locomotiva desgovernada. Fui arrebatada e finalmente conquistada.

Intenso, viciante, desafiador, emocionante verdadeiramente o título faz jus ao conteúdo. INCRÍVEL.

Violet, tem uma vida perfeita, pais amorosos, casa, uma família, amigos, namorado popular, popularidade, beleza, festas, tudo que uma adolescente sempre sonhou, até sofrer um acidente de carro que vitimou fatalmente sua irmã e melhor amiga, a partir daí Violet, não lidando bem com a perda passa para um espiral de sofrimento e dor, dedicando seu tempo em contar quanto tempo falta para o tempo passar. Sonhando em se livrar da cidade, e de todos…. indo para a faculdade, num momento de desespero, sobe à torre do colégio para quem sabe por fim a tudo.

Finch é um adolescente problemático, tem uma família relapsa, uma mãe negligente, um pai abusador, considerado o esquisitão da escola, vítima de bullying, chamado de aberração por muitos e dedica seu tempo estudando formas de cometer suicídio. Num de seus momentos de reflexão sobe à torre do colégio.

Existem jeitos diferentes de morrer. Você pode pular de um telhado ou se envenenar aos poucos com a carne de outro ser vivo. (Finch)

Uma obra do destino esse encontro, num lugar inusitado, com propósitos semelhantes une de uma forma muito estranha Finch e Violet.

Juntos eles são perfeitos, e partem para visitar lugares incríveis num trabalho em dupla para o professor de Geografia.

Eu gostaria de viver em um mundo criado por Theodore Finch.
– e penso: Por um tempo, eu vivi (Violet)

Violet está deprimida pela morte da irmã, e no decorrer da história, e com a ajuda de Finch ela vai reencontrando uma razão para viver, é inspirador seu crescimento. “Você salvou minha vida.”

Já Finch é um sonhador, mas logo percebemos que seus problemas são mais enraizados, mais complexos. O que me deixou em constante tensão durante a leitura. Mas nada, repito nada me preparou para o que eu li. Eu sei, muitos vão dizer que fui ingênua e que talvez, somente talvez a história e seu final já estava desde o início muito bem desenhada, mas qual seria a graça nisso?. Eu prefiro a surpresa. Eu prefiro sentir o choque. Eu prefiro minha ingenuidade.

Você me faz te amar.

E essa deve ser a maior coisa que meu coração já foi digno de fazer….

Você me faz adorável, e é tão adorável ser adorado por aquela que adoro…

(Theodore Finch)

Tomei um choque de realidade nesse livro. Obrigada Jennifer Niver, esse livro é um presente, foi um despertar.

Gostei da questão do bullying ter sido abordada, ainda me choco com a crueldade e a falta de respeito que algumas pessoas manifestam, em pensar que tais barbáries não estão limitadas a ficção me enfurece. Bipolaridade, depressão, suicídio, perda, bullying são temas muito bem abordados nesse livro. Por outro lado temos o amor, a amizade, superação, sobrevivência, vida. Viver a vida essa é a bandeira.

Você é um sobrevivente, e conforme essa designação indesejável determina, sua sobrevivência, sua sobrevivência emocional, dependerá de como você vai lidar com a tragédia. A má notícia: sobreviver a isso será a segunda pior experiência da sua vida.

A boa notícia: o pior já passou.

P.S. revoltada com a família do Finch, que mãe era aquela? E o pai? Minha vontade era entrar no livro e espancar os $@$¨%%&¨#@*&¨(*&&%. Pronto desabafei, estava entalada com isso.

A escrita é densa em muitos trechos, porém sempre viciante.  Ri, chorei, fiquei tensa, desejei  ter lido errado, não acredite, me surpreendi, me revoltei e enfim terminei. Não me conformo e ponto.

Chorei  minha alma, Finch e Violet são protagonistas que irei levar comigo. “MUDADA PRA SEMPRE”, é assim que me sinto.

A esperança está em aceitar sua vida como ela se apresenta agora, mudada para sempre.  Se puder fazer isso, a paz virá em seguida.

Mudada para sempre

Violet

Por lugares incríveis é um drama, uma ficção com uma generosa dose de realidade.

Romântica por natureza, choro, sofro e vivo as histórias e estou com uma vontade imensa de compartilhar essas emoções.

Posts Relacionados

POR LUGARES INCRÍVEIS – Jennifer Niven
Classificado como:                    

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *