Título: Play
Autor(a): Kylie Scott
Série: Stage Dive
Editora: Universo dos Livros
Ano: 2015- Páginas: 320

 

Ele precisava de uma namorada de mentira. Ela precisava de ajuda financeira. Mas será que eles vão conseguir não misturar os sentimentos com os negócios?

Mal Ericson, o baterista da mundialmente famosa banda de rock Stage Dive, precisa melhorar sua imagem, e rápido. Ter uma boa garota ao seu lado parece ser o suficiente. Mal não planejara que este artifício temporário se tornasse permanente; no entanto, ele não esperava encontrar o amor de sua vida.

Anne Rollings jamais pensou que conheceria o rockstar que inundava as paredes de seu quarto na adolescência – especialmente não naquelas circunstâncias. Anne está com problemas financeiros, e dos grandes. Porém, ser paga para ser a namorada de mentira de um selvagem e festeiro baterista não poderia terminar bem, não importa se ele é muito gostoso. Será que um final feliz é possível nesse caso?

Preciso deixar claro desde o início….Ri muito nesse livro.

Anne é uma garota cheia de problemas, com uma personalidade dócil e uma bondade estampada em seu rosto, tornando-se uma verdadeira vítima de vampiros…opa amigos sugadores. Enganada, sozinha e falida, Anne encontra-se sem muitas alternativa em sua vida, precisando procurar outro apartamento para morar, conhece o baterista de uma banda de rock famoso, o Mal Ericson.

O que eu tinha feito? Lauren tinha me convidado para essa festa agradável e eu acabei de ir psicótica em um dos convidados. Era hora de murchar e morrer, eu podia sentir isso.

Mal é o pecado em forma de homem, com um combinação letal, é capaz de derreter o cérebro de qualquer mulher. Lindo, talentoso, engraçado e absurdamente carinhoso. Quer mais o que????

O homem tinha os lábios de uma prostituta, estou sendo honesta. Maçãs do rosto altas e um daqueles furinhos em seu queixo. Eu nunca tinha entendido o apelo dessas coisas antes. Agora entendi. Mas era ele, como um todo, que explodiu minha mente. (Anne)

Anne é bondosa e está sempre ajudando alguém. Pronto ela é perfeita para os planos de Mal. Ele precisa de uma namorada para acabar com sua fama de “vira-lata” e ela precisa de dinheiro. Perfeito.

Dessa forma Anne passa a ser a namorada de mentira de Mal. Todos os problemas resolvidos….será?

Obvio que não. Os problemas começam a partir daí. Nosso casal protagonista se envolve num romance extremamente engraçado e cheio de expectativas.

Garota certa, todo o resto era errado.

Adorei Mal, aliás já gostei dele desde “Lick”, cheio de piadas, as vezes tão sem graça que tornam-se extremamente engraçadas. Mal seria uma pessoa a quem eu adoraria manter um convívio. Personalidade leve e jeito fácil de lidar, apaziguador e muito amigo, são qualidades que realmente me chamam a atenção. Mas apesar do meu desejo de conviver com essa figura, ele é um personagem de livro né???? Eu jamais desejaria alguém assim….certo? ok, vamos mudar de assunto.

Mas apesar de suas brincadeiras, Mal esconde uma grande tristeza, e confesso que senti muito também. Mas ainda bem que o foco do livro não eram as lágrimas e sim os risos, então o tema foi tratado de foram brilhante pela autora, intenso, triste, mas sem dramatizar e mudar o foco. Adorei.

Você sabe, eu sou apaixonado por você também. Eu só, empurrei duro demais com a coisa errada, na hora errada, pelo motivo errado. Eu era um monte inteiro de errado.

O livro é ótimo, ri muito, curti a leitura, me diverti, acabei lendo rápido até demais. O que é bom sempre dura pouco…..snif. Acabou.

Ponto positivo para Evelyn e David que continuam mais apaixonados do que nunca. É sempre bom ver como estão nossos protagonistas depois de um tempo.

Ponto negativo para Reece amigo de Anne, primeiro ele a tratava como uma amiga capacho, para fazer todas suas vontades e desfilava com outras garotas em sua frente, ignorando que Anne nutria uma amor platônico por ele. Depois que soube que ela estava com alguém passou a se sentir apaixonado. Garoto chato. Cai fora Mané. Você teve sua chance e nem ligou.

Para quem procura um livro bom sem muitos dramas e com uma boa dose de risos, play é uma aposta bem segura.

“Um namoro de mentira com um rockstar não deveria ter se tornado amor”.

Se recomendo? SIMMMMM

Romântica por natureza, choro, sofro e vivo as histórias e estou com uma vontade imensa de compartilhar essas emoções.

Posts Relacionados

PLAY – SÉRIE STAGE DIVE – Kylie Scott
Classificado como:                        

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *