devocaoCom uma promissora carreira pela frente, Brooke Stewart não é o tipo de pessoa que se envolve em relacionamentos, principalmente em seu trabalho. Entretanto, ao ser enviada para fechar um grande negócio na Itália, ela percebe que uma das peças-chave do seu novo projeto é o cara que ela havia abandonado dias antes em sua cama.

Jett era um homem de negócios. E altamente atraente. Seu sorriso malicioso escondia seus verdadeiros intuitos e seus olhos verdes eram um convite permanente. Sexy e arrogante, um cretino e um estranho, disposto a conseguir tudo o que quer e, desta vez, ele desejava Brooke, não importando o preço a pagar.

Então, quando eles percebem que essa relação pode afetar o mundo dos negócios, surge um contrato…

Perigosamente arriscado. Altamente sexy. Uma relação que não aceitará um não como resposta.

Título: Devoção
Autor(a): J.C. Reed
Série: Devoção #1

Editora: Única
Ano: 2014
Páginas: 288

O QUE ACHAMOS:

GÊNERO: 

RESENHA

Olá, queridas e queridos, após intermináveis 03 dias enrolando, ensaiando e maximizando esse livro, graças a Deus eu terminei. As 288 paginas foram eternas, sério mesmo não terminavam mais, já estava entrando em desespero, arrancando os cabelos e o infame do livro não acabava. E olha que o livro nem é ruim….sei lá. Acho que estou numa vibe preguiçosa ou estou entediada (o que é bem pior).

Vamos ao que interessa, esse é mais um daqueles livros clichês até o talo. Mulher esquisitona, linda que não percebe sua beleza, pobre e rejeitada. Homem lindo, gostoso, bom de cama, bem servido no departamento intimo (gargalhando com minhas sutilezas). Esse é o resumo dos protagonistas. Já ouvimos esse tipo de descrição antes…certo?

Ninguém tinha olhos como desse cara, olhos verdes como o pecado, mas nunca antes o pecado pareceu tão tentado. Engoli em seco e implorei para meu coração desacelerar antes de estourar no meu peito.

Brooke é uma corretora de imóveis, com uma vidinha chata e uma melhor amiga muito festeira, após uma noite de muita bebedeira acorda em sua cama ao lado da epítome do homem perfeito. Olhos verdes intensos, um corpo de matar e a ausência de roupas. Sem qualquer lembrança do que havia acontecido ela expulsa o bofe de sua casa. Profissionalmente Brooke recebe, do nada recebe uma proposta super proposta de emprego, e logo se vê na Itália para fechar um mega negócio, o que ele não sabe é que seu novo chefe é o bofe que estava em sua cama.

Obviamente foi impossível para essa dupla explosiva trabalhar junto, diante de tanta tensão sexual. Eis que surge um contrato. Juro que quando eu li que Jett propôs um contrato para a relação exclusivamente sexual, eu quase me coloquei uma camisa de força e desisti do livro. Tudo isso é culpa de certa trilogia (que não gosto), mas que não vou dizer o nome, que tem esse poder de repulsa sobre minhas emoções. Trauma…só pode ser isso.

Eu quero conhece-la. Você pode para a qualquer momento, sair a qualquer momento que desejar. Eu só não quero que as coisas fiquem estranhas entre nós apenas porque temos essa necessidade.

Do referido contrato, surge uma relação estranha, mas ainda assim muito intensa, que não demora muito para tornar-se extremamente intima.

Entendam eu gostei do livro, mas ele não trás nenhuma novidade é o mesmo discurso de outros tantos livros que já li. Tentei me desligar de outras histórias, mas não consegui. Então o livro ficou cansativo e repetitivo.

Você é linda – ele sussurrou. – eu podia ficar vendo você, e somente você pelo resto da minha vida.

Quando eu me tornei essa pessoa chata e ranzinza? Que coloca defeito em tudo que lê? Acho que estou começando a ler livros com as expectativas muito altas. Droga, eu preciso sair dessa fase xexelenta…

Brooke me irritou um pouco, no começo achei que seria a protagonista perfeita, seu jeito desbocado e direto logo de cara gostei e achei ela bem interessante, mas Jett sorria e ela estava excitada, falava, andava, comia, respirava….existia e a bendita mulher estava excitada. Como pode?

Jett já me chamou mais a atenção, misterioso, sempre alerta, falando sempre na hora certa, perfeito demais. Fiquei intrigada. Personagem muito marcante. Gostei dele.

Eu jogo por minhas próprias regras, Brooke. Como se costuma dizer: Às vezes, tudo tem a ver com você, e outras vezes, tudo tem a ver comigo.

A escrita do livro é bem simples, e a linguagem por vezes até direta demais. O livro é narrado em primeira pessoa, com os pensamentos de Brooke. Os diálogos são curtos, e seus pensamentos são rápidos, deixando o livro leve e bem fácil de ler.

O final foi uma reviravolta, fiquei meio tonta não esperava. Agora estou muito intrigada para ler o livro 2.

Talvez um dia encontrasse alguém que me provasse que de fato me amava. Alguém que me segurasse em vez de me deixar cair.

Partiu.

Se Recomendo? Acho que sim.

Romântica por natureza, choro, sofro e vivo as histórias e estou com uma vontade imensa de compartilhar essas emoções.

Posts Relacionados

DEVOÇÃO – J.C. Reed
Classificado como:        

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *