Desastre Iminente

Título: Desastre Iminente
Autor(a): Jamie McGuire
Série: Belo Desastre 
Editora: Verus
Ano: 2013 – Páginas: 406

 

Travis perdeu a mãe muito cedo, mas, antes de morrer, ela lhe ensinou duas regras de vida – ame muito, lute mais ainda. Tendo crescido em uma família de homens que gostam de jogos e lutas, Travis Maddox é um cara durão. Musculoso e tatuado, bad boy até o último fio de cabelo, ele leva uma mulher diferente para casa a cada noite. Até conhecer Abby Abernathy. Determinada a se manter longe de problemas, Abby resiste com todas as forças ao charme de Travis, sem saber que assim só o deixa mais determinado a conquistá-la. Será que o invencível Travis ‘Cachorro Louco’ Maddox vai ser derrotado por uma garota?

Não sou muito fãs de livros com o ponto de vista do outro (PVO), de cara já fico com preguiça de ler, porque geralmente tudo fica muito cansativo e repetitivo. Com Desastre Iminente não foi diferente, muito embora alguns trechos (ainda bem), tenham sido ignorados, no geral a história é a mesma, então não há muitas novidades. Mas não posso negar que foi fascinante passear na mente de Travis.

Estava bem curiosa para saber como funcionava a mente do nosso “Cachorro louco Maddox”, confesso que fiquei um pouco decepcionada, mas só um pouco…eu juro.

Quando li Belo Desastre, achava que Travis, havia se aproximado de Abby, por te sido atraído desde o primeiro momento por ela, no entanto em Desastre Iminente tive a impressão que sua aproximação deu-se mais como um divertimento e teimosia do que por uma atração.

Eu achava Travis um ser fascinante. Louco, apaixonado (muito embora todo apaixonado seja meio louco….mas enfim), possessivo, viril, as vezes sem sentido, impulsivo e muito verdadeiro. Mas nesse livro eu enxerguei mais um rapaz perdido e muito inseguro.

Eu nunca seria bom o suficiente. Eu não queria que ela acabasse com alguém como eu. Eu teria que me contentar com as poucas migalhas de tempo que eu conseguisse com ela. Admitir isso para mim mesmo foi uma pílula difícil de engolir

Apesar de tudo, o livro é muito bom, várias fãs inclusive preferem a versão Travis a de Abby. Eu particularmente prefiro a primeira Versão, porque manter a mente do Maddox em segredo, deixa ele muito mais atraente e sexy, pelo menos aos meus olhos.

O livro me tirou umas risadas, adorei mais ainda Shepley e Trenton.

Ela parecia irritada com alguma coisa, mas eu ignorei. Ela provavelmente só não é uma pessoa matinal. Se bem que, por essa lógica, ela não é uma pessoa vespertina ou noturna também. Quando você para pra pensar, ela é meio que uma vaca mal-humorada….e eu gosto disso.

Trenton é fofo demais minha gente, seus esforços para ajudar o irmão, mesmo que de forma errado, deixando Travis em coma alcoolico, é muito legal de ver.

A leitura desse livro nos leva a um nível muito mais elevado a respeito dos sentimento de Travis, percebemos que ele a ama profundamente, de um jeito tão louco ou tão Maddox que cheguei a questionar os sentimentos de Abby.Travis é insanamente apaixonado, enquanto Abby não me passa a mesma segurança. Mas….

Sabe porque eu te quero? Eu não sabia que estava perdido até que você me encontrou. Não sabia que estava sozinho até a primeira noite em que passei na minha cama sem você. Você é a única coisa certa na minha vida. Você é o que eu sempre esperei, Beija-flor.

Amei, chorei e quase morri com a morte da mãe do Travis, Diane, é cruel e desumano perder uma mãe, mas fui muito inteligente da Autora nos dar um vislumbre dessa história. Fiquei muito comovida e passei a entender melhor algumas dinâmicas.

– Sua mãe quer estar aqui com você. Ela quer muito. Mas Jesus a quer com ele agora.
Eu fiz uma careta.
– Eu preciso mais dela que Jesus. (Travis)

 

O epílogo é de matar, não posso falar nada porque soltaria um mega spoiler, mas eu amei amei amei.

A melhor parte fica por conta do encontro entre todos os irmãos, após a ação de graça, e a revelação de que Travis havia terminado com Abby. Ali deu para sentir o amor entre os Maddox.

Assim como no primeiro livro, em cada palavra, pagina ou capitulo os sentimentos transbordam. A Autora criou algo tão intenso que continuei sentindo calafrios na leitura, mesmo sabendo o que aconteceria e já tendo lido o final.

Ponto positivo para a parte de Vegas que nesse livro foi bem reduzida. Meus olhos agradecem…hahahahaha.

De uma forma geral, Desastre iminente não traz nenhuma novidade, (fora o epílogo) mas nos mostra a luta e o sofrimento de Travis para conquistar o amor da tão confusa Abby.

Eu sabia, no segundo em que eu percebi que tinha me apaixonado por ela, que ela iria me destruir.

Se Recomendo? Sim

Romântica por natureza, choro, sofro e vivo as histórias e estou com uma vontade imensa de compartilhar essas emoções.

Posts Relacionados

DESASTRE IMINENTE – Jamie McGuire
Classificado como:                    

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *