Cinquenta Tons Mais Escuros

Título original: Fifty Shades Of Grey 2: Fifty Shades Darker
Direção:
James Foley
Elenco principal: Dakota Johnson (Anastasia Steele), Jamie Dornan (Christian Grey), Kim Basinger (Elena Lincoln) entre outros
Gênero:

Oie, hoje estou aqui pela primeira vez para falar de um filme que assisti. Normalmente eu só resenho livros, porque dificilmente assisto filmes, não que eu não goste, mas sempre estou lendo algo e acabo esquecendo as telonas. Mas lógico que eu não iria perder de assistir o filme tão aguardado como este. E estou aqui para derramar minhas emoções.

PERDOEM-ME PORQUE PEQUEI. Sei que não mereço perdão, não mereço misericórdia nem clemencia, e nunca imaginei falar algo desse tipo, mas, eu gostei mais do filme do que do livro.

É o efeito Jamie Dornan? Talvez. É impossível ficar alheia a beleza do ator. Fiquei lá no cinema embasbacada, escancarada e hipnotizada, só com isso o filme já merecia nota 10…. rs. Mas francamente eu esperava um nudes. Sai um tanto quanto decepcionada.

Apresentando um roteiro mais coeso que o livro, uma história mais simples sem enrolação e bem mais empolgante, as telonas nos comtemplaram com um filme com algumas falhas, mas com muita qualidade, que dentro do material que possuíam, extraíram o melhor que deu.

Há quem vai dizer que o filme modificou muito a dinâmica do livro, mas eu entendo perfeitamente, porque o livro tem muita parte sem sentido e muitas outras descartáveis, é uma fonte pobre e muito confusa, que só serviram para acrescentar páginas e páginas de puro nada, porém a adaptação para as telonas extraiu o melhor e posso afirmar que deu super certo.

Uma das coisas que senti falta nas telonas é o romance, justamente esse é o ponto forte do livro. Entendam as cenas de ação foram impecáveis, a dinâmica e as sequencias ficaram ótimas, mas eu esperava mais romance.

Os protagonistas estavam mais entrosados e consegui enxergar química entre eles. E PUTA MERDA eu nunca senti isso antes, mas deu pena da esposa de Jamie Dornan, fiquei imaginando a coitada assistindo determinadas cenas e misericórdia…..

O Grey do primeiro filme e o Grey do livro são frios e distantes, mesmo quando faz declaração de amor eu sentia uma Antártida entre o livro e eu, sendo que nesse filme eu senti um Christian mais humano, mais cheio de emoções. Daí eu parabenizo o ator que soube dar vida ao personagem. Jamie finalmente incorporou Christian Grey.

Podem me bater, mas pra mim quem roubou a cena foi Dakota Johnson, ela estava impecável, graças aos deuses das leitoras apaixonadas, ela não deu aquelas risadinhas ridículas que me irritaram muito no primeiro filme, e ainda por cima deu show. Mais firme e decidida que no livro, Ana colocou o todo poderoso Grey no bolso e rodou.

Eu tive a impressão que existiam umas 08 Leilas no filme, ela estava em todo lugar, foi pavoroso. Gostei de sua participação.

Socorro, alguém me diz por que escolheram Kim Basinger para interpretar Elena, a pseudo dominadora pedófila? Não combinou, ela parecia mais um boneco empalhado. Mal vestida, mal penteada, se colocasse faixa em seus punhos eu confundiria com a Leila…. rs. Imaginava uma Elena diferente, mais poderosa, não gostei.

As cenas de sexo foram boas, mas eu esperava algo mais intenso, mais olho no olho, mais paixão, no entanto foram bem forçadas e frias.

A parte mais bizarra fica por conta de Christian e Leila, não quero dar spoiler, mas Leila parecia mais um cachorro do que uma submissa e senti muito ódio do Grey nesse momento.

Só entre nós, esse filme é uma reunião de homens bonitos. Cristo, além do Jamie (lindo de morrer), tem o Max Martini (Jason Taylor), Luke Grimes (Eliot Grey) e Eric Johnson (seboso Jack Hyde). Suspiros…. é um elenco e tanto.

Ah… o que falar da Trilha sonora, simplesmente arrasou. Sia e Taylor Swift me deixaram com o queixo no chão e a cabeça nas nuvens.

Em síntese, o filme foi bem fiel ao livro, alterando algumas sequencias e adaptando trechos sem sentido, gostei do que vi. Ponto negativo para o excesso de roupa de Jamie Dornan espero que essa falha seja corrigida no próximo filme….

Se Recomendo? Misericórdia Sim.

Romântica por natureza, choro, sofro e vivo as histórias e estou com uma vontade imensa de compartilhar essas emoções.
CINQUENTA TONS MAIS ESCUROS – O FILME

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *