cinquenta tons mais escurosAssustada com os segredos obscuros do belo e atormentado Christian Grey, Ana Steele põe um ponto final em seu relacionamento com o jovem empresário e concentra-se em sua nova carreira, numa editora de livros. Mas o desejo por Grey domina cada pensamento de Ana e, quando ele propõe um novo acordo, ela não consegue resistir. Em pouco tempo, Ana descobre mais sobre o angustiante passado de seu amargurado e dominador parceiro do que jamais imaginou ser possível. Enquanto Christian tenta se livrar de seus demônios interiores, Ana se vê diante da decisão mais importante da sua vida.

Título: Cinquenta Tons mais Escuros
Autor(a): E.L. James
Série: Cinquenta Tons de Cinza 

Editora: Intrínseca
Ano: 2012
Páginas: 512

O QUE ACHAMOS:

GÊNERO: hot-32

RESENHA

Bom, estou de volta, agora para falar de cinquenta tons mais escuros e assim como o livro anterior, fiz uma releitura e confesso que estava curiosa com o que eu ia interpretar. Ora, entendam… muitos anos passaram, eu mudei muito desde então, minha visão, meus sentimentos e até mesmo minhas leituras. E a conclusão que chego quando terminou é de tédio.

Primeiro o livro tem 512 paginas, dentre elas acredito que umas 350 são cenas de sexo muito chatas e monótonas, clichês e água com açúcar. Repetitivas e extremamente cansativas as trepadas do nosso casal protagonista me deixou em extremo tédio. Demorei séculos para conseguir concluir essa leitura e praticamente ter que me amarrar para não pular páginas e mais páginas e pura exaustão pseudo erótica.

Quanto ao mestre do universo Sr. Grey, só tenho a dizer que ele perdeu a mão…rs. Não só porque as surras acabaram, mas porque adoçaram demais o homem. Alguns podem me perguntar, mas Paula você não gostava do Christian porque ele era psicopata e agora que ele ficou anjinho você reclama que ele amansou? Pois bem, tenho uma explicação para isso.

Isto aqui sou eu, Ana. Eu por inteiro… E sou todo seu. O que eu tenho que fazer para você entender? Para você ver que quero você do jeito que for. Que eu amo você.

Grey é um personagem extremamente interessante, passado conturbado, abusado, sodomizado, tem praticas sexuais não convencionais e ainda por cima é lindo e extremamente arrogante. Para completar a cereja do bolo ele só mantem relacionamentos contratuais escritos. Não sou tão ridícula em achar que isso não é algo que me chamaria a atenção, o problema todo está na execução e no desenvolvimento que pra mim deixaram a desejar. Além do que o livro foi vendido como sendo uma dádiva divina, e pra mim ele é bem mediano.

Então, aqui em 50 tons mais escuros, o personagem mais interessante que poderia dar aquela reviravolta na história e pirar minha cabeça, ficou domesticado, adestrado e bem comum. Esse tipo de personagem CEO, rico, lindo e apaixonado, tem milhares, o livro apagou o melhor o poderoso Grey. Acho que essa foi a principal bola fora da Autora aqui.

Agora a conversa vai ficar muito séria. Alguém por favor me explica o porquê da insistência na DEUSA IRRITANTE INTERIOR. Cada vez que era falado sobre essa…. personagem, eu revirava os olhos, até porque agora pode revirar os olhos sem apanhar…..kkkkkk

Minha deusa interior executa quatro arabescos e um passo de balé

Anastasia está mais chata do que nunca, apesar de ambos terem concordado em manter um relacionamento e não uma relação dom x submissa. Ana está mais submissa do que nunca. Ela desiste de tudo que quer e gosta por causa do homem. E Grey por sua vez manda e desmanda na vida dela. Deve ser chato pra kcte convier com alguém que quer controlar até seus pensamentos. Pqp.

Com a amansada do Sr. Grey, o personagem que eu gostaria de ter visto mais e merecia uma investida, é Elena. Mas isso não acontece e voltamos a intermináveis cenas de sexo.

Agora imaginem a cena. Você pensa que a pessoa que ama irá te deixar, terminar tudo e ir embora, então o que você faz

a) chora

b) implora

c) argumenta

d) ajoelha e vira submisso

Para Christian Grey a alternativa é D….kkkkkk Juro que ri tanto que chorei. Foi uma cena absurdamente bizarra. Qual era a intensão, chocar? Conseguiu, fiquei em choque e depois caí na risada.

Esse livro é uma miscelânea, tem de tudo, ex-submissa louca e perseguidora, tentativa de estupro, acidente de helicóptero, ex-dominadora e pedófila com bebida na cara, ou seja, preparem-se para uma verdadeira farofa de loucuras, e sabe o que mais me surpreendeu? É que tudo isso acontece em mais ou menos 1 semana, conforme a cronologia do livro, salvo engano.

A escrita de E.L James melhorou, porém não convenceu, continua sem lógica, infantil e muito extensa. Além dos repetidos bordões. A mordida no lábio e as malditas bochechas enrubescidas me irritaram ao ponto de dor. Não vou falar novamente da Deusa insuportável interior, preciso me poupar para o último livro…. OMG.

Gostaria que alguém me explicasse como se enxerga tanta coisa nos olhos de uma pessoa. Como que se transmite desejo, dor, arrependimento somente com um olhar. Preciso aprender essa técnica e aposentar de vez a velha comunicação.

Continuo não gostando do livro e da série, mas começo a enxergar o porquê de algumas pessoas serem apaixonadas pela figura de Christian Grey. Além das qualidades obvias de beleza física, Grey é extremamente apaixonado, piegas e muito romântico (dá para acreditar???), ele simplesmente faz de tudo para ver Ana feliz, desde comprar-lhe roupas até a empresa em que ela trabalha. Grey é o extremo da honestidade, fala o quanto ama, não esconde seu desejo e ainda faz questão de dizer todos os momentos o quanto Ana é linda. Amante incrível, preocupado e muito solidário. Controlador sim, mas também protetor. Ou seja, esse maluco reúne todas as características de um príncipe encantado. Mas pra mim ele continua só maluco mesmo.

Sou seu amante, Anastasia, não seu Dominador Gosto de ouvir seu riso e sua gargalhada de menina. Gosto de você relaxada e feliz, como nas fotos de José. Foi essa a menina que apareceu no meu escritório. Foi por ela que me apaixonei.

Em resumo, cinquenta tons mais escuros é um livro mediano, que pecou pelo excesso, de páginas de tragédias de sexo sem graça, que ficou devendo em qualidade, lógica e principalmente em novidades.

Partiu livro 3 Sem orrrrrrrr

Romântica por natureza, choro, sofro e vivo as histórias e estou com uma vontade imensa de compartilhar essas emoções.

Posts Relacionados

CINQUENTA TONS MAIS ESCUROS – E.L. James

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *