Belo desastre

Título: Belo Desastre
Autor(a): Jamie Mcguire
Série: Belo Desastre
Editora: Verus
Ano: 2012 – Páginas: 389

 

Abby Abernathy é uma boa garota. Ela não bebe nem fala palavrão. E acredita que seu passado sombrio está bem distante, porém, quando, para cursar a faculdade, se muda para uma nova cidade, seu recomeço é rapidamente ameaçado pelo bad boy do local: Travis Maddox. Um jovem com um corpo esculpido, abdômen definido e braços tatuados. Tudo que Abby precisa – e deseja – evitar. Mas o menino é um conquistador e logo se depara com a resistência de Abby ao seu charme, Intrigado, Travis a atrai com um jogo. Se ele perder, terá que ficar sem sexo por um mês. Se ela perder, deverá morar no apartamento dele pelo mesmo período. Qualquer que seja o resultado da aposta, nem passa pela cabeça do garoto que ele acaba de se deparar com uma adversária à altura. 

Primeiramente gostaria de deixar claro que a sinopse não é fiel a história do livro. Eu não sei qual a utilidade da informação, mas achei legal falar.  Passado esse detalhe, Belo desastre foi uma grande surpresa quando o li pela primeira vez, ele ficou na minha estante milênios até tomar coragem de ler, e não me arrependi. E mesmo agora quando reli, consegui sentir as mesmas coisas.

Ah…não posso esquecer de dizer que nossa blogueira Vivi é Maddox maníaca, ela se diz apaixonada por todos os Maddox. Vai aqui meu recado, Vi não seja egoísta e divida com as amigas…..hahahahaha. Espero que a resenha te agrade Vivi e também a todas as fãs.

Abby é uma menina de aparência normal, bonita e recatada, porém percebemos logo de cara que ela se esforça muito para viver uma vida pacata, sem muitas emoções. Abby colocou algumas metas em sua vida, uma delas é fugir dos bad boys e namorar um bom moço. Nossa protagonista afirma logo de início que está fugindo de seu passado, e não precisam muitas páginas para percebemos que guarda um segredo.

O que falar de Travis Maddox, fora que o homem é gatíssimo, saradíssimo e fofíssimo…ufa. Travis é um bad boy, que se gaba em não ter relacionamentos, somente sexo sem compromisso. Esta acostumado a tratar as mulheres como lixo, justificando que se uma mulher se porta como uma qualquer deverá ser tratada assim. Não tem amigas, é agressivo e muito possessivo. bombástico né…..mas nós amamos os perturbados…certo?

Eu não posso morrer porque tem muito idiota querendo pegar o meu lugar. Vou viver eternamente só por maldade.

O Romance entre os dois é explosivo. Travis é instável e muito inseguro, como nunca teve um relacionamento com qualquer outra garota e por ser dono de um temperamento bem Maddox, ele acaba por protagonizar muitas brigas e muitas crises de ciúmes. O ciúmes do homem chega a ser doente, e o pior é que quando se sente ameaçado ele prefere resolver os problemas no braço. É isso mesmo, ele sai pra porrada.

O homem é maluco, e digo sério, maluco mesmo. Se eu não estivesse falando do Travis, diria que seu comportamento beira o psicopata, porém esse é Travis Maddox e é impossível ler o livro e sair ilesa de seu charme. Não se apaixonar é impossível. Acreditem eu tentei bravamente, com todas as minhas forças, mas falhei miseravelmente. E estou aqui morrendo de amores.

Eu sei que a gente tem problemas, tá? Sou impulsivo, esquentado, e você me faz perder a cabeça como ninguém. Num minuto você age como se me odiasse, e no seguinte como se precisasse de mim. Eu nunca faço nada direito, eu não te mereço…. mas, porra, Abby, eu te amo.

Apesar do jeito explosivo, Travis é doce, apaixonado, comprometido, sem qualquer filtro de palavras. Ele fala mesmo o que sente e me tirou suspiros boa parte do livro.

Quando você está por perto, não preciso de bebida, nem de dinheiro, nem de luta, nem de transas sem compromisso….eu só preciso de você. Eu só penso em você. Eu só sonho com você. Eu só quero você.

Abby me irritou uma boa parte do livro, mas honestamente analisando bem friamente seu comportamento, algumas atitudes eu entendo. Travis não é nenhum monge, sua reputação é de arrepiar e a própria Abby presencia suas aventuras, ficando difícil confiar no homem.

O envolvimento entre eu e os protagonistas foi tamanho que passei boa parte da leitura com frio no estômago sentindo a agonia do nosso mocinho favorito. É sério….sensação deliciosa me ver reagindo a uma leitura. Não é só ler por ler. É ler, é sentir, é viver é imaginar…é amar.

– Pra mim chega, Travis (…)
– Não diz isso
– Acabou. Vai pra casa.
Ele juntou as sobrancelhas.
– Você é minha casa.

O livro tem um pouco de tudo, romance, tragédia, drama, sofrimento, lágrimas, muitos risos, aventura…ufa. Verdadeiramente uma boa leitura.

Eu gostei muito do enredo do livro, mas, confesso que não me empolguei com a passagem em Vegas, achei fraca e bem fora de contexto, parecia até um livro diferente, mas enfim, o trecho é fundamental para toda a dinâmica da história, sendo assim me conformo.

A escrita do livro é bem fácil e muito envolvente além de intensa, quando começa a ler não quer mais parar. Os personagens secundários também são incríveis. A família Maddox inteira é de ficar babando, muitos homens lindos e fofos. Mas nesse livro em específico amei Shepley e America, ri muito com eles.

Ok, eu confesso, Travis ganhou meu coração. Por ele e só por ele esse livro conseguiu minha preferência. Ele é meu maluco favorito.

“A única coisa que eu tenho medo é de viver sem você, Beija-flor”.

Eae Vivi…gostou?

Se Recomendo????? SIM SIM SIM SIM

Romântica por natureza, choro, sofro e vivo as histórias e estou com uma vontade imensa de compartilhar essas emoções.

Posts Relacionados

BELO DESASTRE – Jamie Mcguire
Classificado como:                        

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *