amos e masmorras 2Chegou a hora de encarar o tão aguardado torneio Dragões e Masmorras DS. Entregue-se aos combates. Liberte seus desejos. Na busca pela irmã desaparecida, a agente Cleo Connelly conseguiu se infiltrar no ultrassecreto torneio de práticas BDSM, o Dragões e Masmorras DS. Tudo o que ela sabe é que está prestes a mergulhar numa experiência única que vai afetar todos os seus sentidos e mexer com seus mais profundos desejos e medos. Após o excitante treinamento como submissa do agente Lion Romano, parceiro de sua irmã no FBI e sua paixão de infância, Cleo está pronta para enfrentar os desafios que a esperam ou pelo menos é o que ela pensa.

Título: Amos e Masmorras – O torneio
Autor(a): Lena Valenti
Série: Amos e Masmorras

Editora: Universo dos Livros
Ano: 2015
Páginas: 416

O QUE ACHAMOS: 

GÊNERO: 

RESENHA

Quando alguém não quer estar realmente submetido a outra pessoa, sempre encontra o modo de escapar.

Pensa numa mulher louca…..Cleo. Pqp eu amoooooo esse personagem com todas as minhas forças. Ela me divertiu do começo ao final. Ela não ouve ninguém, não obedece ninguém, age conforme sua cabeça, tem medo mas mesmo assim não se acovarda, enfrenta tudo e todos. E uma verdadeira rainha.

Bom tirando minha tietagem pela protagonista, vamos ao que interessa.

No final do primeiro livro, após Cleo sofrer um ataque, de um ex detento que a policial prendeu, Lion desiste de levar Cleo a missão Amos e masmorras e sai sem ao menos se despedir com o objetivo de proteger seu grande amor.

Mas…é de Cleo que estamos falando, então a moça que tem o passe para a entrada do torneio decide ir assim mesmo, conseguindo autorização do FBI e tendo como parceiro Nick. Vibrei, gritei e pulei quando vi que seria uma Ama. Foi espetacular. fiquei com bastante medo que não conseguisse, mas ela é muito phoda mesmo…então não preciso nem dizer.

Teria que se comportar como uma domme, e ela só tinha tentado dar ordens severas para Ringo, e o camaleão nunca prestou atenção. Essa era a sua capacidade de comando. Impressionante.

Fiquei bastante surpresa o quanto gostei de Nick, personagem muito interessante, fofo demais, guarda uma grande história e um grande amor. Espero que tenha o livro só para ele.

Nesse livro me irritei muitas vezes com Lion, tive vontade de entrar na história e estrangular ele. bom, nem precisei…Cleo se encarregou disso. Suas idas e vindas, seu altos e baixos e mudança de humor. Ora ele se declarava, ora não queria mais e repelia, ora ele magoava..Deus o homem foi uma confusão do começo ao fim.

É um covarde Lion. Um rei covarde, um leão sem garras. Um animal que marca território diante dos demais, mas incapaz de falar diretamente com quem realmente se importa. Odeio o que me fez acreditar. Não quero covardes na minha vida. Nem pense em me tocar!

Quando eu achava que Cleo não faria mais nada de maluco, a pessoa simplesmente me surpreendia. E eu ficava pensando, ela não pode fazer isso….bem ela fazia, e eu vibrava feito louca.

Confesso que estava com um pouco de receio do torneio, porque parecia que teriam coisas bem cruéis, mas não. Foi bem suave.

A dominação e a submissão ia muito além disso. Ela estava num autentico torneio, com casais autênticos, amos e submissos e o que faziam ali era tudo menos uma novela romântica. Mesmo assim faziam tudo aquilo por que confiavam uns nos outros às cegas. E isso não era um tipo de amor? Entregar-se, dar-se daquela maneira….Uau, era estremecedor.

Fiquei surpresa porque achei que teríamos um livro de romance, mas não a história é policial, muita ação, muito tiro, muita investigação. Adorei a dinâmica, a forma com tudo foi conduzido. O trabalho de inteligência, a ação policial. Uau, adorei.

O final é digno de filme, sério mesmo, fiquei imaginando toda a ação policial desenvolvida, sensacional. Adoro filmes e séries policiais, mas livros com esse tema, é algo novo pra mim. Estou descobrindo aqui uma grande paixão pelo tema. E em breve podem apostar que estarei resenhando algum aqui.

E que final foi aquele. Eu faço um apelo, se alguém souber onde existe um Lion em forma humana me avisa que estarei cruzando os sete mares, escalando montanhas, viajando a lua para encontrar, porque OMG….homem assim não deve existir, perfeito demais. E se existir é uma tentação.

Eu morro por você, Cleo. Eu…morro. Não suporto a ideia de ter te enfiado nisso. Não suporto que outros te vejam nua ou que outros pretendam algo que só pode ser para mim. Eu quero que você seja só para mim. Te amo, Cléo. Me dói que não pense em mim, que não tenha consideração comigo. Me faz passar tão mal…..(Lion)

Assim como no primeiro livro a narrativa me deixou ainda um pouco confusa, apesar de já estar mais familiarizada. As mudanças de narrativa sem aviso deixam a história um pouco amarrada. Eu tive que voltar algumas vezes para saber quem estava narrando.

Fiquei encantada com a riqueza de detalhes com que trata a Autora. Não entendo muito de BDSM e tão pouco de jogos e cenários e não sei se ela inventou todas as regras e nomes do torneio ou se tirou de algum lugar. De qualquer forma foi sensacional. Tudo bem descrito, sem incoerências, vários nomes, hierarquias, descrições de cargos e de um mundo alternativo ou paralelo. Muito bem feito mesmo. Vilões, guerreiros, mocinhas….estou ainda em choque.

Cleo e Lion me deixaram com os nervos a flor da pele. Sério…que duplinha mais difícil de se acertar. Cleo é imprevisível, uma avalanche, não dá para saber qual será seu próximo passo. Já Lion está muito protetor, muito temeroso, cauteloso e por esse motivo ele acaba por não se declarar de uma vez, o que me deixou muito irritada e ansiosa.

 

Estou apaixonado por você desde que era um menino, mas não me atrevi a lhe dizer isso até que me tornei um homem. Aceite-me e me ame. Dou tudo o que sou, tudo o que tenho, o bom e o mau, para que cuide de mim e me molde. Entrego-me por completo, neném. Você me submete.(Lion)

Adorei as histórias e personagens secundários. Espero que os próximos livros sejam sobre eles.

Assim como o primeiro livro, esse me surpreendeu muito, e de forma positiva. Muita ação policial, muito suspense, muita tensão e muitas novidades. Adorei.

Eu quero Nick, Lion….todos pra mim….hahahahaha.

 

 

Se recomendo? SIM SIM SIM

Romântica por natureza, choro, sofro e vivo as histórias e estou com uma vontade imensa de compartilhar essas emoções.

Posts Relacionados

Amos e Masmorras – O torneio – Lena Valenti
Classificado como:                    

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *