a-voz-do-arqueiroCada livro da coleção Signos do Amor é inspirado nas características de um signo do Zodíaco. Baseado na mitologia de Sagitário, A voz do arqueiro é uma história sobre o poder transformador do amor.

Bree Prescott quer deixar para trás seu passado de sofrimentos e precisa de um lugar para recomeçar. Quando chega à pequena Pelion, no estado do Maine, ela se encanta pela cidade e decide ficar.

Logo seu caminho se cruza com o de Archer Hale, um rapaz mudo, de olhos profundos e músculos bem definidos, que se esconde atrás de uma aparência selvagem e parece invisível para todos do lugar. Intrigada pelo jovem, Bree se empenha em romper seu mundo de silêncio para descobrir quem ele é e que mistérios esconde.

Alternando o ponto de vista dos dois personagens, Mia Sheridan fala de um amor que incendeia e transforma vidas. De um lado, a história de uma mulher presa à lembrança de uma noite terrível. Do outro, a trajetória de um homem que convive silenciosamente com uma ferida profunda.

Archer pode ser a chave para a libertação de Bree e ela, a mulher que o ajudará a encontrar a própria voz. Juntos, os dois lutam para esquecer as marcas da violência e compreender muito mais do que as palavras poderiam expressar.

Título: A Voz do Arqueiro
Autor(a): Mia Sheridan
Série: Signos do Amor #1

Editora: Arqueiro
Ano: 2015
Páginas: 336

O QUE ACHAMOS:

GÊNERO: 

RESENHA

Época de confessar….eu sempre tive um pouco de preconceito com essa série. Um livro com o nome de a voz do arqueiro, e uma série de signos do amor, juro que imaginava os piores cenários na minha cabeça louca. Mas Vivi leu e gostou então decidi dar uma chance, e…..OH MEU DEUS, porque demorei tanto tempo para ler.

Primeiro queria dar uma explicação sobre o nome do livro, que definitivamente não fazia sentido nenhum pra mim. Mas a culpa é do título em inglês. Archer´s Voice e na tradução literal ficou esse nome medonho, A voz do Arqueiro. Enfim….

Bree está vivendo o pior momento de sua vida, seu pai foi assassinado e ela escapou por pouco de seu algoz. Traumatizada, perturbada e cheia de tristeza, foge em busca de um novo recomeço ou pelo menos a tranquilidade, vagando pelo mundo, acaba na cidadezinha em que um dia fora feliz.

Archer é um solitário, mudo, vive isolado em sua propriedade e luta com os fantasmas de seu passado. Mantém uma aparência desgrenhada e meio louca, cabelo cumprido e bagunçado, barba grande e roupas esfarrapadas, seu objetivo é passar despercebido por todos, Se bem que com essa aparência dificilmente não será notado, porém as pessoas preferem ignorar a tentar ajudar o pobre garoto mudo e sozinho.

Eu me virei para agradecê-lo, um sorriso embaraçado em meus lábios, mas quando ele entrou no meu campo de visão, eu congelei. Santa mãe de tudo o que era sagrado. Ele tinha o cabelo puxado para trás e tirado a barba.

Ele era…lindo. Eu fiquei boquiaberta.

Bree assim que vê Archer logo fica intrigada com a figura do rapaz, mas bem lá no fundo ela viu um homem bonito, no qual imediatamente já sentiu-se atraída, então disposta a conseguir o que quer, parte para o ataque e passa a stalkear o coitado. Obvio que sua vocação para stalker é péssima e ela se vê frente a frente com seu alvo.

Quando pensava nele, a imagem que vinha era do seu sorriso tímido e a maneira como seus olhos constantemente aceitavam cada pequena coisa em mim, minha barriga vibrou. Sim, havia algo ali, o quê, eu não tinha certeza absoluta.

Archer não facilita para Bree, ele quer distância das pessoas, porque gostar é sinônimo de perder e consequentemente de sofrer. E a última coisa que ele precisa é de mais sofrimento.

Mas Bree é insistente e logo está apaixonada, eu também não a culpo, Archer é alto, musculoso, intenso, misterioso, e dono de uma doçura e ingenuidade que realmente é apaixonante. Com todas as qualidades de Archer, Bree logo se vê curando de seus demônios, porém quando mais o casal se envolve e ficam apaixonados, mais as inseguranças de Archer o dominam.

Dói porque eu tenho medo de te amar. Receio que você vá  embora e que vou voltar a ficar sozinho novamente. Só que será cem vezes pior porque eu vou saber o que estou perdendo. Não posso…. Ele sugou em um suspiro trêmulo. Eu quero poder amar você amar mais do que temer a sua perda, e não sei como. Ensina-me, Bree. Por favor me ensine. Não me deixe destruir isso. (Archer).

OMG meu coração não aguenta isso…..Archer seu lindo.

Eu amei Bree, ela está quebrada mas mesmo assim é forte como um rocha, e algo que amei nela, ela é desprovida de preconceitos e julgamentos. Bree foi capaz de enxergar além do estereotipo assustador de Archer, vendo o homem normal que está ferido. Sua força, sua determinação e mais sua capacidade de amar, me encantaram.

Ah….Archer, suspirei horrores por você, sonhei e idealizei esse homem quebrado e sem voz. Sua ingenuidade é o ponto alto, chega a ser inocente o rapaz.

O que eu sei, é que você entrou no meu portão naquele dia e eu perdi o meu coração. Mas não porque poderia ter sido qualquer garota – porque foi você. Eu perdi meu coração para você. E, Bree, caso você esteja se perguntando, não quero isso de volta. (Archer)

Mas de modo geral o livro não tem muita novidade, tão pouco algo espetacular, então porque amei esse livro? Certamente um dos motivos é a narrativa da Autora que consegue te prender do começo ao final com palavras delicadas e profundas, de forma simples porém intensa. Outro motivo é Archer, aliás acho que ele é o principal motivo. Oxie que Homem maravilho.

A narrativa é alternada entre os protagonista, mas a maior parte é a versão de Bree. E faz alguns flashes do passado de Archer.

O livro tem tanta doçura que por vezes fiquei até enjoada, ainda bem que sou quase uma formiga.

Acho que o amor é um conceito, e cada pessoa tem um apalavra que resume tudo para elas. Minha palavra para amor é Bree. (Archer)

O final é uma coisa de louco, quase morri e amaldiçoei o mundo, por sorte eu não fiz nenhuma dessas coisas, apenas fiquei lá lendo e chorando. Achei o final muito corrido e um pouco forçado, mas mesmo assim gostei do desfecho.

E o epílogo???? Santa mãe das leitoras emotivas, se eu ler mais um livro assim meu emocional estará arruinado.

Estou aqui para você. Estou aqui por causa de você. Estou aqui porque você me viu não só com os olhos, mas com seu coração. Estou aqui porque você queria saber o que eu tinha a dizer e porque você estava certa… todo mundo precisa de amigos.

Se Recomendo??? Obvio que SIMMMMM

Romântica por natureza, choro, sofro e vivo as histórias e estou com uma vontade imensa de compartilhar essas emoções.

Posts Relacionados

A VOZ DO ARQUEIRO – Mia Sheridan
Classificado como:                

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *